terça-feira, 22 de março de 2011

DIA 04: OVIEDO + COVADONGA + SANTILHANA + SANTANDER

Em vez de comprar esses biscoitos, tirei foto. Bem melhor para carregar na mala!
Anotem aí: tem internet de graça no hotel Victoria, em Santander.
O quarto é minúsculo. Eu viajo com pouca coisa, uma mala e uma bolsa por pessoa. Como não faço muitas compras, não venho para o hotel cheia de sacolas. Bom, no quarto só cabem duas malas amontoadas. Tive que escolher entre carregar as malas por cima da cama ou abri-las ali mesmo e pular por cima.
Já o banheiro é enorme, ainda bem!
Não é um quarto como o de ontem, que mereça um clique, mas é legal. Só poderia ser mais espaçoso.

Cris: não consegui trazer a mesinha para ti. Sorry, o pessoal do hotel não deixou. Tentei argumentar que fazia conjunto com a cadeira, mas eles me disseram que eu também não poderia trazer a cadeira. Droga, né?

Lú: a EuropaMundo é a mesma confusina de Portugal. Mas fiz aquela viagem maravilhosa para os Países Baixos com eles, portanto resolvi dar mais uma chance. É, essa foi a última chance, pois segundo a Débora, é só decepção.


Falando do dia de hoje...
Preciso mesmo falar? Vocês não querem só ver as fotos? Bom, vou fazer um resumão. O dia de hoje foi de deixar qualquer um tonto! O nosso guia tem papo de bêbado – sabem aquelas pessoas que falam só coisas nada a ver, totalmente non sense? Pois é. A última foi agora há pouco: “esse é um palácio, não, é só um prédio, ou um lugar onde se realizam eventos, bom, não sei”. Como a Débora comentou ontem, parece até má-fé da operadora de viagem: a cada cinco frases, uma é “não sei”. Será que não teriam um guia mais qualificado (e mais educado) para o nosso grupo? Suspeito que os melhores ficam na capital, pois todos os que trabalharam conosco lá eram excelentes.

Saímos de Oviedo e fomos a Covadonga, cujo nome significa algo a respeito de confluência de rios, não sei direito, pois como o guia grita no microfone, eu vou ouvindo música no meu MP3. Oviedo é capital da Astúria e não fizemos visita na cidade. Quem foi visitar ontem nos contou hoje: colocavam meio pé dentro da loja e vinha um vendedor enlouquecido gritando lá de dentro: “Está cerrado, está cerrado!”. Demos boas risadas, pois a essas alturas, só rindo.




Saímos com muita neblina e 5 graus de temperatura. Eu estava com saudade do inverno, para mim está bom. Passamos por uma ponte romana, na cidade de Cangas de Onis:


Depois disso, paramos em um estabelecimento de beira de estrada, daqueles bem bonitos, que têm de tudo  um pouco: lancheria, sanitários, loja de artigos variados. O tipo de estabelecimento que atende bem ao pessoal que anda na estrada, sabem? O guia nos deu 30 minutos. A fila do banheiro feminino consumiu 20 minutos, pois pararam 3 ônibus ao mesmo tempo (são quase 150 pessoas). A fila na lojinha de souvenirs demorou praticamente o mesmo tempo, ou mais ainda. Sentiram?
Mas eu pensei, ao descer do ônibus, que era a última chance de usar um sanitário até a tarde. Ocorre que, 10 minutos depois, chegamos a Covadonga para visitar um santuário. Sabem o que tem lá? Lojas, café, lanchonete, sanitários. Tempo de pausa: uma hora. Coisas para ver: nada que não se veja em 15 minutos. É isso o que vai revoltando o povo do ônibus, a falta de organização.
O santuário conta com  o túmulo de Pelagius (Pelagium, Pelayo, Pelage), responsável pela reconquista do reino da Astúria.
Uma foto do Pelayo :



E algumas fotos do santuário:





Depois disso, fomos a Santilhana. Eu tenho uma teoria a respeito de cidades. Tá, eu tenho uma teoria para quase tudo, mas vou compartilhar essa com vocês: se o guia começa a elogiar demais a gastronomia de uma cidade, eu sei que não vou gostar dessa cidade. Foi o que aconteceu com León, ontem, e foi o que aconteceu com Santilhana, hoje. Nada contra a cidade. O problema é que, mais uma vez, a cidade não tinha atrativos. A parte antiga tem uma rua, sem monumentos ou locais de destaque. É bem bonitinha, mas nada que não se leve 30 minutos para percorrer. Ficamos 3 horas no local! Acabei perto de umas árvores, olhando os passarinhos cantarem, para passar o tempo.
Fotos de Santilhana:







Nesse ponto, já saímos da Astúria e estamos na Cantábria.
Cantábria é uma comunidade autónoma monoprovincial localizada no norte de Espanha. É limitada a este pelo País Basco, a sul por Castela e Leão, a oeste pelo Principado de Astúrias e a norte pelo Golfo da Biscaia (também chamado de Mar Cantábrico). A sua capital é a cidade de Santander.

Saindo de Santillana, rodamos 5 minutos no ônibus (sério, acho que foi menos) e chegamos no Museu das Cavernas de Altamira. Deu-me um pressentimento e eu disse: não vou entrar. Entrei no museu, mas não nas cavernas. Não deu outra: os desenhos rupestres abertos à visitação não são os originais! Ah, que piada! Quer dizer que tudo o que eu vi no museu era bem mais legal do que o exposto nas falsas cavernas! Pelo menos, era original.




À tarde, chegamos em Santander, que é a capital da Cantábria e é banhada pelo mar Cantábrico. Estou repetindo, pois nunca ouvi falar disso e estou tentando decorar esses nomes! Como sairemos amanhã cedo daqui de Santander, de onde vos escrevo, desatei a tirar centenas de fotos. Vou selecionar só algumas:




Fizemos um passeio de trenzinho. Foi bem legal, durou apenas 15 minutos. Nunca fiz um passeio desses tão corrido, poderia (como sempre) ser um pouco mais tranquilo.


Enfim, chegamos ao hotel. Esses passeios são de pirar, né?

Em síntese, a paisagem é linda, há cidades muito lindas e interessantes (mas não as visitamos) e o passeio vale a pena, mas sugiro fazê-lo autonomamente ou com outra operadora de turismo.

Não esqueçam de olhar o álbum completo (são 262 fotos só de hoje!) clicando aqui.
Até amanhã!

6 comentários:

  1. Patty, obrigada amiga por compartilhar, lindas imagens, que amor que vc é nos permite viajar e curtir juntos, adorei a história do guia sem noção, heheh, tem que relaxar muito né amiga, cada um que aparece, ainda bem que está em ferias e só curtindo... bjinhos e muitas alegrias.

    ResponderExcluir
  2. Guia totalmente incompetente! BAh to de cara com a CVC Never in life pra Espanha pelo menos kkkkk Mas os lugares são lindos mesmo. Sinto-me de volta no passado (minha outra vida hehehe) Bjos

    ResponderExcluir
  3. Oi, Patty!

    Já tá participando do sorteio de 4 fofíssimos infusores de chá que tá rolando no meu outro blog, o BlogArte??? Se não, corre lá que termina hoje!!!!

    Beijins,
    Andrea Guim

    ResponderExcluir
  4. Ei Patty,

    Nossa que passei lindo, amei as fotos.

    P.S: Depois me passa um endereço para eu te enviar os marcadores do blog ta?

    bjo

    ResponderExcluir
  5. Patty, que viagem linda esta que vc está fazendo!
    Infelizmente a EuropaMundo é assim mesmo, e não é a única. Parece amadorismo, não? Passei pelos mesmos problemas que você. Os guias pareciam mais preocupados em vender passeios extras que atender bem pelo que já estava contratado. Ah, e eu também não sou de fazer muitas compras, portanto sempre levava olhares tortos deles (menos compras = menos comissão pra eles).
    Sobre a falta de organização nas paradas, idem!!! Ficamos quase 3 horas em Pisa, onde a única atração é mesmo a torre inclinada. Depois, no fim do mesmo dia, faltou tempo para visitar Monaco.
    Pretendo voltar a fazer minhas viagens em breve, mas tem certas "armadilhas" que não me pegam mais!

    ResponderExcluir
  6. Oi,Paty!
    Pois é,minha amiga,estes passeios turísticos programados são sempre uma "caixinha de surpresa"...É como dizia o Forrest Gump,"você nunca sabe o que vai sair dela"...Rs... Mas olhe sempre tudo pelo lado positivo...No final das contas, a gente sempre tem umas estórias engraçadas pra contar! É claro que quando estamos viajamos de modo livre,ou seja, po conta própria, a gente tem o privilégio de escolher o nosso roteiro de acordo com o nosso gosto e vontade...Mas como nem sempre isso é possível, o jeito é a gente aproveitar o melhor e tentar usufruir o que se tem pra ver. É claro que tem situações que nos chateiam e estressam,e dão a impressão de que estamos perdendo tempo... Mas somente a nossa experiência própria é que vai nos mostrar o melhor caminho a percorrer. Mas seja como for, querida Paty, pelas suas belas fotos e pelo seu relato, tenho certeza que vai ser uma viagem bem proveitosa e repleta de momentos agradáveis! E eu estou gostando de viajar de carona com você através desse nosso mundo virtual...Rs...
    Aproveite o melhor possível e se divirta!
    Beijinhos dos cariocas daqui pra você aí na bela Espanha!
    Teresa

    ResponderExcluir

Deixe um recado, opinião ou sugestão, suas palavras são muito bem-vindas! Eu leio tudo! Prefiro responder por email, pois é mais rápido. Siga-me também pelo Facebook. Volte sempre!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Posts mais recentes: