domingo, 27 de março de 2011

DIA 09: VALÊNCIA + ALICANTE + VÉLEZ BLANCO + GUADIX

Hoje o relato vai ser curto, o passeio foi longo, chato, cansativo e já é tarde. Comecei o dia brigando por lugar no ônibus. Tem uma criatura que ACHA que tem prioridade porque é deficiente... anda de bengala, mas sobe escadarias e morros melhor do que eu. Sério! Quem tiver interesse nesse passeio, faça, mas sem essa turma de farofeiros. São eles que estragam tudo. As paisagens são lindas, o povo é agradável, há séculos de história palpitando no ar.... mas os companheiros de viagem são uns malas. 

O hotel de hoje tem 4 estrelas (estou a fim de ir lá na rua e apagar uma) e fornece internet gratuita. Mas só consegui conectar do banheiro e é de onde vos escrevo agora. Puxei uma cadeira e coloquei os pés para cima da banheira, notebook no colo. Não muito confortável, mas é melhor do que no ônibus.
Versão 1.1: descobri que é melhor colocar o notebok no balcão do lavatório.

*******

Respondendo aos comments:
* Cris: bem pensado, vou fazer um resuminho geral do que vale a pena visitar, ao final da viagem. Vou olhar todas as fotos de novo, pesar os prós e contras e fazer uma votação. Quem sabe não aproveitamos, marcamos aquele chá com bolinhos e vemos as fotos na tevezona, em HD, lá em casa? Ou um churrasco. Estou louca por carne, um hamburguer, qualquer coisa. Nunca comi tanto presunto na vida.

* Teresa: não vi o filme do El Cid, eu li sobre ele numa revista de história há muito tempo atrás. Tem uma cidade aqui chamada El Cid, na província de Valência, o guia disse que é antiquíssima. Só a vimos ao longe, mas vou pesquisar. Que bom que as minhas postagens estão alegrando o pessoal! 

*******
Para completar o meu dia, hoje começou o horário de verão. Agora o fuso é de 5 horas a mais em relação ao Brasil. Isso explica por que estou atirada no banheiro (pensando seriamente em deitar na banheira).

*******

Tirei umas fotos em Valência, como havia planejado ontem. O nosso hotel era muito bom e ficava no setor de Ciência e Tecnologia da cidade - e por isso, bem pertinho do comércio (Corte Inglés), universidades, lancherias, museus, inclusive oceanógrafo. Eu queria morar naquele hotel, mas não deixaram. Recomendo: hotel Abba Acteón. Passei por um curto circuito que deixou o quarto inteiro sem luz, fui na recepção, expliquei e me deram outro quarto, sem o menor questionamento. A moça foi muito simpática, ainda me perguntou se eu tinha luz para arrumar as malas e fazer a mudança. E os quartos são lindos! Aprovadíssimo.

Vamos às fotos:






Um aparte para o oceanógrafo: eu não fui, mas vejam como parece lindo, nessas fotos que achei na internet:



Passamos duas horas em Alicante. Passeio chato, ficamos vendo o pessoal aproveitar a praia. A outra opção era subir até um antigo castelo, de ônibus, táxi ou a pé, pois o elevador não está funcionando (ou ainda não está pronto; nem sempre eu entendo o que o guia fala). Eu não estava a fim nem de tentar, ainda mais que hoje é domingo e havia uma multidão nas ruas. A foto do castelo ou fortaleza é a primeira aí embaixo. O guia nos disse que não havia nada lá dentro, então não fomos.




Alicante situa-se na Comunidade de Valência, na parte Este do território espanhol e fazendo fronteira com o Mar Mediterrâneo, a Catalunha, a região de Castilla - La Mancha e ainda com a Província de Múrcia.
Para ler mais sobre Alicante, clique aqui.



Detalhe em Alicante: os restaurantes abrem às 13h. Nem o Burger King estava aberto, apesar da plaquinha dizendo que ele abre ao meio-dia. Quase arrombei o local! Como o ônibus nos deixou no meio da rua, tivemos que escolher um restaurante que tivesse banheiro + almoço. Não foi fácil. A maioria estava fechada ou servindo café da manhã. Ou não tinha banheiro.

Hoje o clima esquentou, definitivamente: 20° celsius em Alicante. Ontem fez 18°C em Valência. Não está quente, verãozão, está mais para primavera mesmo. O impressionante é que o sol daqui não queima. Se fosse no Brasil, com a quantidade de sol que eu já tomei (acho que já extrapolei minha quota de 2011), teria passado do vermelho pele-vermelha ao bronzeado de verdade. Estou usando filtro solar 30, então continuo branquinha.

À tarde, passamos em Vélez Blanco para visitar um castelo no alto de um morro. O castelo está vazio. Nessa eu não entro mais, já fiz esses passeios de índio em Portugal! Fiquei lá embaixo, esperando o povo. Lá tinha um super vento, muito frio. Algumas pessoas, uns mexicanos que estão no nosso grupo, também não foram, pois estão vindo do Marrocos e segundo eles, depois de visitar tantos palácios lindos por dentro e por fora, para que se dar ao trabalho de subir o morro para ver nada??? Apoiados. 


Castelo de Vélez-Blanco localiza-se no município de Vélez-Blanco, província deAlmeria, na comunidade autónoma de Andaluzia, na Espanha.
A primitiva ocupação de seu sítio remonta a uma fortificação muçulmana.
O castelo, em estilo renascentista, foi construído de 1505 a 1515 por iniciativa de Dom Pedro Fajardo y Chacón, e era semelhante ao Castelo de Cuellear, próximo a Segóvia, residência do duque de Albuquerque.
Após 1575, com o falecimento do terceiro marquês de Velez, a família Fajardo preferiu residir em Mula e em Madrid, e o castelo passou a ser utilizado apenas para as férias e as temporadas de caça. Com a extinção da família ao final do século XVII, o castelo passou a ser utilizado apenas esporadicamente, resultando na sua decadência e na da vila de Vélez-Blanco. Foi definitivamente abandonado no início do século XIX, começando a ser desmantelado ao final do século.
Veja mais aqui.

À noite, chegamos em Guadix. O hotel é interessante, vou tirar umas fotos pela manhã. Tomei um susto, pois ele fica junto a um posto de gasolina. Mas é ajeitadinho - eu já disse que vou apagar uma estrelinha dele? - e tem internet. E o banheiro é limpinho. Só estou incomodada porque só tem cama de casal, e como o colchão é muito fofo, eu e a mãe estamos apostando em quem vai cair da cama. O pior de tudo é que a moda aqui é um travesseiro longérrimo. E nós só ganhamos um. Antes que vocês perguntem, eu vou abrir mão da minha quota.

No caminho, tirei fotos das frutas, das casas-cavernas... amanhã vamos visitar algumas, daí eu conto com mais detalhes! Vai uma foto, por enquanto:


Fotos de hoje, aqui.
Até a próxima! Entre hoje e amanhã vou postar umas pesquisas históricas. Blog também é cultura;)

Um comentário:

  1. Oi,Paty!
    Ah,minha amiga...Que pena você não ter ido ao Oceanógrafo,pois parece ser muito legal...Bom,mas eu sei que nas excursões em grupo, nem sempre dá para se ver tudo o que a gente gostaria,né? Mas achei lindas estas fotos desta região mediterrânea...Se sente logo o clima mais quente no ar! Fiquei rindo quando você comentou dos "apertos" para se comer, com esses horários doidos dos restaurantes espanhóis...Me lembro que quando estivemos por aí,passamos essas dificuldades também...E quanto à carne...Imagino que para uma gaúcha não seja nada fácil,não...(Rs...) Se o meu marido estivesse aí,iria logo reclamar...Ele também adora carne e é "churrasqueiro de natureza"! (Rs...)
    Beijos daqui da sua amiga carioca!!!
    Teresa

    ResponderExcluir

Deixe um recado, opinião ou sugestão, suas palavras são muito bem-vindas! Eu leio tudo! Prefiro responder por email, pois é mais rápido. Siga-me também pelo Facebook. Volte sempre!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Posts mais recentes: