quinta-feira, 27 de junho de 2013

Dia 06 - de Lucerna a Feldkirch (parte 1)

Nosso hotel em Lucerna. Bonitinho, mas ordinário.
A felicidade é passageira, dizem. Ou uma coleção de momentos alegres. Vocês lembram que ontem à noite eu estava vibrando de felicidade porque tinha localizado a minha mala, né? Pois bem, hoje descemos para tomar o desjejum (viram, meu vocabulário está aumentando) e quando voltamos para o quarto... cadê a mala da Mama? A primeira coisa que fiz foi olhar pela janela, para ver se estava fechada, como eu tinha deixado. Estava. Segundo andar, mas nunca se sabe. Saí do quarto voando, com o coração a mil, as pernas bambas.Encontrei a nossa guia, Maia, lá no lobby do hotel e perguntei para ela se a mala estava com ela. Estava. Nem ela acreditou que um carregador tinha entrado no quarto para pegar a mala. Nunca vi isso na vida! Levamos um tempão para nos acalmar. 


O leão abaixo foi esculpido na própria rocha e é belíssimo, comovente mesmo. Leiam o texto.
Leão de Lucerna
Monumento do Leão (em alemãoLöwendenkmal), ou Leão de Lucerna, é uma escultura em Lucerna, na Suíça. Concebida por Bertel Thorvaldsen, homenageia os Guardas Suíços que foram massacrados em 1792 durante a Revolução Francesa, quando revolucionários invadiram o Palácio das Tulherias em ParisFrança. O escritor norte-americano Mark Twain (1835–1910) elogiou a escultura de um leão mortalmente ferido como "o mais lúgubre e tocante peça em pedra no mundo."
Texto completo aqui
Ainda em Lucerna, tirei fotos de algumas vitrines, é melhor vocês olharem no álbum. Deixem comentários lá!

Einsiedeln - paramos para visitar uma abadia barroca que é o principal centro de peregrinação na Suíça. Ainda bem que o dia de festa é em 17 de junho, ou seja, já passou. A igreja é muito linda: o barroco suíço é alegre, com cores claras e a restauração foi concluída no ano passado. Infelizmente, era proibido fotografar, por isso comprei um livro.




Coisas que só acontecem na Suíça: ao sair da igreja, há uma estante com livros e outros artigos, todos com o preço marcado. Você compra e joga o dinheiro em uma caixinha, não há vendedor. Pelo menos não havia no horário em que fui lá.

Mais informações, aqui:
O Mosteiro de Einsiedeln é uma abadia beneditina na cidade de Einsiedeln. O mosteiro é um ponto importante no Caminho de Santiago, e até mesmo o destino de muitos peregrinos. A Virgem Negra de Einsiedeln na capela é uma atração para os peregrinos e turistas. A comunidade tem mais de 80 membros. O mosteiro não é parte de uma diocese, mas tem o estatuto de uma abadia territorial.



Comprei alguns souvenirs. A mala está ficando ridiculamente pesada.

A guia nos contou uma lenda e eu fui procurar na internet. Achei na mesma página a que fiz referência acima, mas um pouco diferente do que nos foi contada. A Maia acrescentou que o monge curou os corvos, que foram encontrados muito feridos, por isso eles se tornaram amigos dele. O monge tomava conta de todos os animais (gostei dele).

No século 9, o monge St. Meinrad, deixou um dos mosteiros locais para construir uma ermida na "floresta escura" que se tornaria mais tarde Einsiedeln. Levou consigo uma estátua milagrosa da Virgem Maria! Constrói a sua ermida à margem de um pequeno descampado na floresta, onde um declive de pedras se despenhou, fazendo jorrar uma nascente!Em 21 de janeiro de 861, dois ladrões assassinaram Meinrad para roubar o seu suposto tesouro. Segundo a lenda, os assassinos foram presos depois dos corvos mansos de Meinrad (agora reproduzidos no brasão de mosteiro) os terem seguido até à cidade de Zurique e terem chamado a atenção para eles com um grasnar alto; fazendo com que os ladrões tenham sido reconhecidos, condenados e executados!Em 940, um pequeno grupo de monges beneditinos transformaram a ermida de Meinrad na Capela de Nossa Senhora. A capela é dito ter sido consagrada pelo próprio Cristo em 14 de setembro, 948. O bispo, que era para consagrar a nova capela teve uma visão na qual a igreja se encheu de uma luz brilhante quando Cristo se aproximou do altar, no dia seguinte, quando ele foi para realizar a cerimônia, ele ouviu uma voz dizendo que a capela já havia sido divinamente consagrada. O milagre foi confirmado pelo Papa Leão VIII 16 anos depois, em uma bula papal.St. Meinrad tinha a estátua Virgem Negra (sua cor escura tradicionalmente explicada por anos de fumo das velas), como parte do seu retábulo, após sua morte, foi colocada na Capela de Nossa Senhora para a veneração. Muitos milagres foram atribuídos à intercessão de "Nossa Senhora de Einsiedeln"!
Mainfeld - Esse passeio é muito cultural, estão percebendo? A cidade de Mainfeld é cenário para a história de Heidi, romance de Johanna Spyri. Quem leu o livro? Eu li enquanto planejava a viagem. 

Eu imaginava o local bem diferente. As montanhas não são os alpes, entendam, e foi isso que a minha mente projetou enquanto eu lia o livro. 




A casa da Heidi, como é chamada (acima), é o local onde residiu o homem que inspirou o avô da personagem fictícia. 





 No local há várias trilhas que o pessoal costuma fazer com as crianças, seguindo a narrativa do livro. Deve ser uma boa maneira de gastar energia. 

Bom gente, esse dia foi muito grande, por isso vou continuá-lo hoje à noite. 


7 comentários:

  1. Fiquei aqui "parada" com a história da mala, imaginei vocês sem mala nenhuma, seria o caos. Me aliviei ao saber que ela não havia desaparecido. A viagem continua linda! Estou adquirindo conhecimento com essa viagem, muito bom!
    Bj

    ResponderExcluir
  2. depois q li que a mala da mama estava com a guia...dei muita risada! vou la no album ver as fotos mas nao vou conseguir comentar....desativei o google +...nao gosto do perfil dele....até mais, bjo bjo

    ResponderExcluir
  3. Lindas fotos!
    to amando viajar com você... rsrs
    agora já pode trocar de calcinha... kkkk sacanagem!
    continue aproveitando muito e postando tudo...
    xoxoxo

    ResponderExcluir
  4. Que pressa para que vocês desocupassem o quarto...rsrs
    Patty estou adorando "conhecer" um pouco mais através das suas fotos...vou agora conferir as vitrines



    Abraços

    ResponderExcluir
  5. Imagino o susto de vcs, credo... parece até que estão querendo brincar com vcs...
    Lindo o leão, imagino de pertinho.
    Nossa que coisa essa de comprar sem vendedor...
    Também gostei desse monge!
    Com toda certeza está sendo muito legal todas as informações que está dividindo. Não li esse romance. Nossa mente é fantástica para imaginar todo o cenário de uma história, que bom, né?!
    Bjos, Lú.

    ResponderExcluir
  6. Patty, quase surtei quando li que a outra mala tinha sumido! Meu Deus, eu acho que eu teria começado a chorar! Não entendi essa do carregador buscar a bagagem sem autorização!

    Ah, também já visitei esse leão na rocha e amei... Aliás, amei a cidade toda.

    Sobre Heidi, eu não imaginava que existisse um local de visitação! Achei que era só ficção, mesmo. E eu também achava que a história se passava nos Alpes!

    ResponderExcluir
  7. Só faltava ter sumido a outra mala, né?? Bjos, Lu

    ResponderExcluir

Deixe um recado, opinião ou sugestão, suas palavras são muito bem-vindas! Eu leio tudo! Prefiro responder por email, pois é mais rápido. Siga-me também pelo Facebook. Volte sempre!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Posts mais recentes: