domingo, 23 de novembro de 2014

No retorno da viagem

Agora vou contar o motivo pelo qual eu fiquei tanto tempo fora do ar.
Em primeiro lugar, eu não levei notebook para o hotel. Levei apenas o celular. Foi bom, pois não havia conexão wi-fi no quarto e eu não ia conseguir me concentrar ou manter o equipamento a salvo dos meninos. 
Em segundo lugar, na madrugada do dia em que retornamos de viagem, aconteceu algo inusitado e que me tirou dos trilhos. A Mama, agora conhecida por vovó, foi levantar da cama. Mas ainda estava dormindo e acabou batendo de cabeça na parede, caiu no chão, não conseguiu levantar e começou a gritar. 
Eu acordei com aquela gritaria às 5h da manhã e saí correndo. Entrei no quarto dela, ela estava no chão e havia sangue por todos os lados. Eu não sabia de onde vinha todo aquele sangue. Eu olhei para o rosto, tudo certo. O cabelo estava cor de rosa. Eu não entendia nada. O bebê estava dormindo na cama dela e estava olhando apavorado. 
Daí eu resolvi afastar o cabelo e pronto, descobri: havia um buraquinho na fronte, do lado esquerdo. Foi só mais tarde que descobrimos que ela havia batido a cabeça na parede ao cair da cama. 



Eu sou bem valente para sangue, mas naquela hora as minhas pernas ficaram moles, eu mal conseguia parar em pé. Tive que chamar um conhecido e ele nos levou até o pronto-atendimento da Unimed. Ainda tive que convencer a minha mãe a sair de casa! Ela queria voltar para a cama, dizia que eu estava exagerando. Eu praticamente a arrastei aos prantos para fora de casa. Chegamos na Unimed, ela calma e eu super nervosa. Ela ainda fazia piadinhas, que depois de velha foi aprontar essa. Levou uns 6 pontos na cabeça. Não fiquei mais tranquila o resto da semana, pois ela ficou meio tonta e com dores, por causa dos pontos. 

Pelo menos os meninos colaboraram e fizeram silêncio, entenderam que a vovó estava dodói. Não são uns amores? 

Para mim isso foi uma cena de pesadelo que fez um contraste terrível com uma viagem tão linda. Eu ainda não tinha tido coragem de contar o ocorrido nem escrever sobre o assunto. Agora desabafei!

E para não correr mais riscos, mandei colocar uma proteção na cama. Agora a vovó não cai mais!

4 comentários:

  1. Puxa, que susto e ainda bem que foi quando retornaste, assim estavas perto pra dar atendimento! Cada uma! bjs, fiquem bem! chica

    ResponderExcluir
  2. meudeus!!! caiu da cama sem mais nem menos?? que susto devem ter levado!

    ResponderExcluir
  3. Patty, que susto!

    Imagino a sua aflição! Minha mãe já aprontou dessas e meu pai levou um tombo em outubro e fraturou a costela (além de bater feio a cabeça no chão e passar muito mal por isso). A gente fica em pânico, mesmo! Começa a cuidar deles como cuida dos filhos!

    Que lindo que seus meninos entenderam que a vovó precisava de sossego! Devem ter ficado preocupados também!

    ResponderExcluir
  4. Nossa Patty, imagino o susto seu e também dos meninos!!!
    Vc. irá se recordar por muito tempo do acontecimento, GRAÇAS A DEUS sua mãe está bem!


    Beijos em todos e uma excelente semana a todos também


    Audeni

    ResponderExcluir

Deixe um recado, opinião ou sugestão, suas palavras são muito bem-vindas! Eu leio tudo! Prefiro responder por email, pois é mais rápido. Siga-me também pelo Facebook. Volte sempre!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Posts mais recentes: